Nutrição de Potros

O Brasil possui o maior rebanho de eqüinos da América Latina, sendo o terceiro maior criador de cavalos do mundo e movimentando cerca de 7,3 bilhões de reais por ano. Esse número vem crescendo cada dia mais devido ao uso do cavalo para trabalhos, sendo no campo ou na cidade, e para fins esportivos. Com isso fica cada vez mais importante aumentar os conhecimentos nas áreas nutricionais e fisiológicas desses animais.


A vida do cavalo pode ser divida em três períodos, sendo eles a infância, ou período de crescimento, a idade adulta, ou período de estacionamento, e o período de velhice, ou de decrescimento. Dentro dessas fases cada uma necessita de exigências nutricionais diferentes e vale ressaltar que o equilíbrio nutricional e o manejo alimentar devem ser adaptados, também, conforme o tipo de trabalho físico desempenhado pelo animal durante a sua vida.


A nutrição, durante toda a vida de um eqüino, é um fator crucial para o seu desenvolvimento e o seu desempenho físico. As preocupações com o manejo nutricional devem começar durante a gestação do potro, onde a égua deve estar bem nutrida, em relação a proteínas, minerais e principalmente cálcio e fósforo, para que o potro não tenha problemas após seu nascimento e para que a égua não tenha sua produção de leite reduzida. (FRAPE, 2016).


https://i1.wp.com/cavalus.com.br/wp-content/uploads/2019/11/Desmame-de-potros.jpg?fit=892%2C500&ssl=1

Nas primeiras semanas de vida de um potro, a sua principal fonte de nutrientes e vitaminas serão o colostro e o leite materno, sendo que a ingestão do colostro é fundamental para o desenvolvimento da imunidade do animal e para o crescimento da população microbiana no seu trato gastrointestinal, tendo que ocorrer em até 24 horas após seu nascimento. Além disso, o leite materno atende todas as exigências nutricionais até os quatro meses de vida do potro, logo após isso o leite deixa de apresentar as concentrações adequadas de nutrientes requeridas pelo animal, passando assim a ser necessário o fornecimento de suplementos e rações específicas, a fim de suprir essas necessidades nutricionais.


Nessa época da vida do animal, é de extrema importância o fornecimento de uma dieta balanceada, pois até os seis meses de vida eles alcançam cerca de 80% de sua altura final. Nessa fase, começa a introdução do creep feeding, um manejo alimentar que busca oferecer uma dieta rica em proteínas e otimizar o crescimento do animal. Esse tipo de alimentação, muitas vezes recomendada por um profissional da área de nutrição eqüina, deve ser fornecida para que o animal tenha maior ganho médio de peso diário e apresente menor estresse durante o período de desmame.


O período de desmame pode ser considerado a fase mais estressante da vida de um eqüino, podendo assim ter influências negativas quanto ao crescimento e ao consumo de alimentos. Esse estresse pode diminuir a imunidade do animal e aumentar a susceptibilidade do mesmo a infecções e até mesmo ao surgimento de gastrite. Portanto, é de extrema importância o acompanhamento do potro durante essa fase da vida, sendo normal a perda de peso e o estacionamento no ganho de altura. É muito importante também que não se tenha sobrepeso nessa fase, pois esse fator pode f