Coronavírus em animais de estimação

   A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) está gerando muitas dúvidas em todo o mundo, dentre elas a se o vírus afeta os animais de estimação, como cães e gatos. Esse questionamento e a falta de informações sobre o assunto estão desencadeando diversos abandonos de animais, o que é inadmissível.
   É de extrema importância salientar que na hora de buscar por informações, principalmente na  internet, a recomendação é que se busque por sites confiáveis, como os da Organização Mundial de Saúde (OMS), Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) ou da Associação Mundial de Clínicos
Veterinários (WSAVA), que tenham como base científica as informações divulgadas.
    Nessas horas cabe aos médicos veterinários informar e instruir os tutores de pet e a comunidade ao qual pertencem que, até o momento, não há evidências de que animais de estimação, como cães e gatos, são uma fonte de infecção da doença e que esses possam transmitir o novo coronavírus aos humanos. 
   O coronavírus pertence à família Coronaviridae, que possui uma enorme variedade de vírus. Dentre esses, os alfa e beta coronavírus são os que geralmente infectam os mamíferos, enquanto os gama e delta coronavírus são os que infectam pássaros e peixes. Além disso, o coronavírus que afeta cães e gatos são do tipo alfa, e não estão associados ao atual surto de coronavírus que afeta os humanos.

   No caso dos cães, esse vírus conhecido como CCoV causa sintomas intestinais leves, como diarréia, não sendo tão perigoso. Já nos felinos, o vírus causador da peritonite infecciosa felina (PIF) é conhecido como FCoV. Em nenhum desses casos os animais apresentam sintomas respiratórios ou semelhantes ao dos humanos, causados pelo Covid-19.

   Vale ressaltar que a vacina contra o coronavírus canino, que se encontra disponível em alguns mercados globais, é apenas testada e recomendada para infecções entéricas de cães e NÃO são licenciadas para proteção contra infecções respiratórias. Além disso, a WSAVA ressalta que não há
absolutamente nenhuma evidência de que a vacina de cães forneça proteção cruzada contra a infecção pelo SARS-Cov-2, ou Covid-19.

   O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda que se uma pessoa estiver infectada pelo Covid-19 ela deve evitar ter contato não só com outras pessoas mas também com animais de estimação, até que se conheça mais sobre esse vírus. Também é importante lembrar que no caso de alguém estar infectado precisar entrar em contato com algum animal de estimação sempre lavar as mãos antes de interagir com ele e usar mascara quando perto dele.

   No caso de um animal vir a desenvolver sintomas respiratórios após ter o contato com alguém infectado pela Covid-19, é importante contatar agentes de saúde pública para se obter maiores informações e serem tomadas as devidas providências.

   Estamos passando por uma pandemia de rápida evolução a qual novas informações vão surgindo a todo tempo. Portanto, é sempre bom se manter informado sobre o assunto e se atentar a fonte na qual essas informações estão sendo repassadas, garantindo assim a veracidade das mesmas.

 

  Curtam as nossas páginas no Facebook e Instagram e não percam nenhuma novidade!

 

Referências
wsava.org - https://wsava.org/wp-content/uploads/2020/03/COVID-19_WSAVA-Advisory-Document-Mar-7-2020-Portuguese.pdf
cdc.gov - https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/index.html

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Av. Duque de Caxias Norte, 225 - Pirassununga - SP
Universidade de São Paulo - Campus Fernando Costa

E-mail: emvepjr@emvepjr.com

Telefone: (19) 3565-4003 | (19) 99140-0094

Patrocinador
Parceira