Ovinocultura: conheça essa produção que tanto cresce no país

     A ovinocultura tem uma história antiga em todo o mundo, sendo os ovinos um dos primeiros animais a serem domesticados pelo homem. Sua criação possibilitou tanto o uso da carne e do leite para produção de alimentos, quanto o uso da lã como proteção, pois sua fibra servia como abrigo contra o frio. No Brasil, o início dessa produção se deu com a colonização dos europeus, apesar de a preferência do brasileiro sempre ter sido pela carne bovina e suína.

Segundo o IBGE, o atual rebanho de ovinos brasileiro possui cerca de 17,6 milhões de cabeça, sendo elas produtoras de lã e carne. E segundo dados da FAO o maior produtor de ovinos do mundo é a Ásia, possuindo aproximadamente 42% do rebanho mundial, seguida pela África, com 27,8% e a Europa, com 12%.

      A ampla difusão dessa espécie no Brasil e no mundo se deve, principalmente, pelo seu fácil poder de adaptação em diversos tipos de clima, vegetações e relevos, podendo esta criação ser destinada como forma de subsistência ou como uma potencial fonte de exploração.

Dentre as diversas raças de ovinos espalhadas pelo mundo, as que se destacam no sistema de produção adaptado pelo Brasil são: para produção de lã, as raças australianas Polwarth e Merino, as quais suportam climas mais secos e quentes e pastagens com solos pouco férteis; para produção de carne destacam-se a raça Morada Mova, que vem ganhando espaço no nordeste pela sua alta produtividade, e a Santa Inês que se adaptou bem no sul do país; já para a produção de leite e derivados as raças Lacaume, Bergamácia e Wilstermarch são as ideais. Há também as raças lanadas e produtoras de carne, como a Hampshere Down e a Ile de France, no entanto essas raças precisam de climas mais amenos e maior disponibilidade de alimentos para terem uma boa produção.

        A produção de ovinos, atualmente, pode ser feita de forma intensa, extensiva e até mesmo uma mistura das duas. Para que um produtor de ovinos tenha uma produção rentável e lucrativa a determinação do sistema de produção é de extrema importância, onde se deve levar em conta o clima da região, a finalidade da produção, seja ela para carne, lã ou leite, e as características da propriedade, como fertilidade do solo, relevo, tamanho em m², etc.

 Fonte: https://www.coimma.com.br/blog/post/quais-racas-de-ovinos-mais-populares-do-brasil

 

      Em um sistema extensivo é de extrema importância a criação de um pasto de boa qualidade, onde o acompanhamento da nutrição dos animais vai ser um dos fatores decisivos para determinar a produtividade do rebanho, além da rotação de piquetes e controle de parasitas. Já no sistema intensivo, o manejo nutricional se faz pelo fornecimento de rações, e o fator que mais influência é a qualidade da matéria prima do concentrado e o seu custo-benefício.

      Em ambos os sistemas de produção, o manejo reprodutivo será o fator determinante para a qualidade do rebanho. Para se ter bons resultados valem à pena investir em bons cruzamentos de raças de acordo com a finalidade da produção. Além disso, as instalações da propriedade e o tamanho do rebanho influenciam também na qualidade do produto final.

        Dentre as dificuldades enfrentadas pelos produtores de ovinos, que destinam seus animais para produção de carne, podemos encontram fatores como a sazonalidade produtiva, a inexistência de um mercado constante e a busca por animais jovens pelos frigoríficos. Sendo assim, uma boa gestão de produção e uma avaliação de mercado se fazem necessárias quando se tem a intenção de implementar uma produção de ovinos em qualquer região do Brasil, pois embora essa área tenha ganhado bastante espaço no mercado nacional, o consumo de carne ovina ainda é limitado quando comparado com outros produtos de origem animal.

        A ovinocultura vem cada vez mais ganhando seu espaço no mercado brasileiro, mesmo ainda tendo muito no que evoluir. O aumento do consumo de produtos de origem animal de ovinos, principalmente da carne, é um dos principais fatores determinantes para o crescimento desse mercado.

     Se você quer melhorar seu sistema de produção de ovinos ou até mesmo dar início a uma criação dessa espécie com finalidade comercial, entre em contado com a EMVEP Jr. Nossa empresa oferece consultoria nessa área e pode te ajudar com nossos serviços!

 

       Curta as nossas páginas no Facebook e Instagram e não perca nenhuma novidade!

 

       Ficou com alguma dúvida? Entre em contato!

 

 

Referências:

VIANA, João Garibaldi Almeida. Panorama geral da ovinocultura no mundo e no Brasil. Revista Ovinos, v. 4, n. 12, p. 44-47, 2008.

VIANA, João Garibaldi Almeida; SILVEIRA, Vicente Celestino Pires. Análise econômica da ovinocultura: estudo de caso na Metade Sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Ciência Rural, v. 39, n. 4, p. 1176-1181, 2009.

ROCHA, André. Ovinocultura: caminho aberto para expansão no mercado. Animal business, 2018. Disponível em: https://animalbusiness.com.br/producao-animal/criacao-animal/ovinocultura-caminho-aberto-para-expansao-no-mercado/. Acessado em 16 de abril de 2020.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Av. Duque de Caxias Norte, 225 - Pirassununga - SP
Universidade de São Paulo - Campus Fernando Costa

E-mail: emvepjr@emvepjr.com

Telefone: (19) 3565-4003 | (19) 99140-0094

Patrocinador
Parceira