Nutrição animal: Qual verdadeiro impacto na minha produção?

August 28, 2018

 

        O Brasil ocupa uma posição de destaque como nação exportadora, pelo tamanho de seu rebanho animal e por possuir vastas áreas agropecuárias espalhadas por todo o território. A terra, relevo, o clima e até os investimentos econômicos históricos propiciaram condições ideias para essa criação animal no país.

 

       Esse potencial na agricultura se associa a capacidade dos produtores em alimentar a população humana e animal interna, o barateamento das fontes de nutrição dos animais e o atendimento de todas as demandas nutricionais dos mesmos são fatores importantes para maximização dos lucros em uma produção agropecuária, sendo os gastos com alimentação até 60% de todos os custos da produção.

 

       O potencial produtivo de um animal é expresso através da associação entre genética, ou seja, a capacidade inicial, o ponto de partida e que depende da constituição genética do animal; o ambiente em que o mesmo está incluindo aqui a sanidade do local e a nutrição fornecida aos animais e a combinação entre os dois, manejo e genética.

Muitas raças voltadas para a produção foram selecionadas geneticamente ao longo dos anos para expressar determinadas características vantajosas economicamente, no entanto esse potencial não é completamente atingido sem que haja o suporte da higiene no ambiente, impedindo a proliferação de patógenos e doenças e a nutrição adequada para que a demanda nutricional daquele animal específico seja atendida, sendo que o rendimento do alimento se altera de acordo com a espécie animal à qual ele será destinado.

 

 

       Nutrir um animal é um passo além de alimentá-lo, através da nutrição o alimento será consumido, digerido e seus compostos serão utilizados para manutenção básica como regulação da temperatura corpórea, respiração, locomoção;  crescimento e elaboração de produtos como leite, ovos, etc. Antes de considerar quais alimentos devem ser fornecidos ao animal o técnico analisa quais nutrientes aquela espécie e raça animal precisa para todas as atividades listadas acima.

     

      Essas necessidades variam de acordo com a espécie animal a qual nos referimos, a raça, ambiente na qual está estabelecida, tamanho, idade e capacidade produtiva desejada.  Os nutrientes necessários para atingir esse limiar são classificados em energéticos, proteicos, vitamínicos além do sal mineral e água. O desafio de uma boa formulação é associar compostos que sejam capazes de nutrir o animal com qualidade e menor preço possível.

 

       O uso de alimentos alternativos atua nesse cenário como uma possibilidade de reduzir os custos da formulação final, visto que a competitividade com o segmento voltado para a alimentação humana também agrega valor aos grãos, principalmente soja e milho, e diminui sua disponibilidade no mercado. No mundo, cerca de 79% da produção de soja é voltada para o consumo animal, essa aptidão dupla fomenta a busca por fontes alternativas com centros produtivos mais próximos, impactando no custo de frete e disponibilidade da matéria-prima.

 

       Dessa forma, os alimentos alternativos se adequam a realidade dos sistemas produtivos no Brasil, mas não se pode só pensar apenas em baixar os custos, deve-se também considerar o bem-estar animal,  a rapidez necessária na comercialização deste produto, considerando sua perecibilidade, e na manutenção dos índices de produção.

 

Tem dúvidas em relação a nutrição de seus animais? A EMVEPJr trabalha na área de formulação de dietas e na verificação das formulações já fornecidas. Entre em contato e saiba como podemos ajudá-lo.

 

 

 

Referências


ANDRIGUETTO, J.M. et al. Nutrição Animal/ As Bases e os fundamentos da Nutrição Animal. Os alimentos. São Paulo: Nobel, 1990. 4ª ed. IV.

 

Bértoli. C. D. Nutrição animal aplicada e alimentação dos animais domésticos. Curso técnico em agropecuária.
Instituto federal catarinense – campus Camboriú. Março/2010;

 

Melo. T. V. Água na nutrição animal. Disponível
em: https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/Agua_nutricao_000gy2xyyy402wx7ha0b6gs0x27m9uji.pdf;

 

MORRISON, F. B. Alimentos e alimentação dos animais: elementos essenciais para alimentar, cuidar e explorar os
animais domésticos, incluindo aves. São Paulo: Melhoramentos, 1955. 820;

 

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Nutrient requirements of dairy cattle. 6.ed. Washington, DC: National Academy
Press, 1989. 157p.

 

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Nutrient requirements of dairy cattle. 7.ed. Washington, DC: National Academic
Press, 2001. 260p.
 

 

Principais alimentos concentrados utilizados na nutrição de bovinos. Tecnologia e treinamento. Disponível
em: http://www.tecnologiaetreinamento.com.br/pecuaria/alimentos-concentrados-nutrientes-milho-soja/;

 

Principais alimentos concentrados utilizados na pecuária leiteira. Portal Rehagro. Disponível em:
http://rehagro.com.br/principais-alimentos-concentrados-utilizados-na-pecuaria-leiteira/;

 

SALMAN, A.K.D.; OSMARI, E.K.; SANTOS, M.G.R. Manual prático para formulação de ração para vacas leiteiras.
Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2011;

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

December 28, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Av. Duque de Caxias Norte, 225 - Pirassununga - SP
Universidade de São Paulo - Campus Fernando Costa

E-mail: emvepjr@emvepjr.com

Telefone: (19)99140-0094

Patrocinador