Manejo em bandas consiste na divisão do plantel de matrizes e leitões em grupos de animais com as mesmas etapas e fases de crescimento (similaridade fisiológica) durante a produção, contendo os mesmo números dentro de todos os grupos do plantel. É uma forma de uniformizar o fluxo de produção. Assim, dentro de uma granja existem vários lotes com intervalos regulares e de diferentes instalações e fases fisiológicas. O fluxograma desenhado para este método pode ser aplicado a campo e em confinamento, sem a necessidade de ter ótimos parâmetros.

 

Assim, é preciso programar as atividades (cobertura/inseminação, partos, desmame e vendas) do grupo formado, com número igual de porcas que possuem semelhança fisiológicas entre si, e o manejo semanal dos animais. E conhecer o espaço da granja, características dos animais dentro da granja e a sua taxa de produção. Há necessidade da utilização dos cálculos citados nos estudos de Inglesias et al. (2012) para saber o número de bandas, de porcas por bandas e de instalações necessárias para cada fase dos leitões.

 

As vantagens do manejo em bandas:

  • Melhora do estado sanitário na granja;

  • Otimização do uso das instalações (evitando baixa ou alta concentração dos mesmos) e da mão de obra;

  • Sincronização dos serviços, partos e do desmame;

  • Planificação da reposição;

  • Planificação e otimização dos custos de produção;

  • Disponibilizar ao mercado um produto constante e homogênea ao longo do ano.

O tamanho da granja não é um fator limitante para a utilização deste sistema, desde que seja planejada. E o intervalo entre os lotes podem ser baseados pelas características de cada granja. Assim, é possível ter um fluxo contínuo de produção, otimização do vazio sanitário e a melhora do desempenho animal.

 

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.

 

FONTANA, D.; ULGUIM, R.; DIAS, A. C. Manejo em bandas na suinocultura.  Universidade de la Republica Uruguay, 2015. Disponível em:

<https://pt.engormix.com/suinocultura/artigos/manejo-bandas-suinocultura-t38696.htm> Acesso em 19 de abril de 2018.

 

INGLESIAS et al. Manual de Buenas Prácticas de Producción Porcina. Lineamientos generales para el pequeño y mediano productor de cerdos. Red Porcina Iberoamericana. 2012: 68-77. Disponible:

http://www.produccionbovina.com.ar/libros_on_line/51-manual_porcino/06-BuenasPracticasCap6.pdf- Acceso en 01 de abril de 2018.

 

MSD, Consultec. Manejo em bandas e formação de lotes. Disponível em:

http://www.consuitec.com.br/userfiles/Manejo_em_bandas_e_formacao_de_lotes_Dr_Cesar_Feronato(1).pdf. Acesso em 01 de abril de 2018.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

December 28, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Av. Duque de Caxias Norte, 225 - Pirassununga - SP
Universidade de São Paulo - Campus Fernando Costa

E-mail: emvepjr@emvepjr.com

Telefone: (19)99140-0094

Patrocinador